Na terça – feira, dia 25, ocorreram diversos workshops na unidade da Ana Rosa com conteúdos diferenciados como uma análise de personagens do seriado House of Cards e na unidade de Liberdade se sucedeu uma palestra sobre trilhas sonoras na produção audiovisual

Palestra no Auditório Nelson Carneiro

Nesta noite, aproximadamente às 19 horas, foi realizado no Auditório Nelson Carneiro houve a conferência: Trilha sonora para audiovisual (Diálogo entre o compositor e o diretor no processo de produção da trilha), feita por Anselmo Mancini, um doutorando em audiovisual e bacharel em composição musical, ambos pela ECA -USP. Ele participou da Survey Film Music Conference na Inglaterra. Foi finalista (com menção honrosa) do Instant Composition Contest (criação de trilha sonora em tempo real no piano); no Transatlantik Music Festival em 2014. É co -fundador da Totem Music, uma produtora especializada em trilha sonora e produções musicais em geral e da Camerata Onírica, um grupo de pesquisa em práticas visuais.

 

sem-titulo
Doutorando Anselmo Mancini, trocando suas experiências profissionais com o público universitário no Auditório Nelson Carneiro, na FMU da Liberdade. Crédito: Felipe Cortinas

O palestrante referiu – se sobre o audiovisual no meio acadêmico, como se consiste sua formação e trabalho de campo, nos quais surgiram coisas interessantes e relatos sobre a rotina de um produtor audiovisual. Foram expressos exemplos do nosso cotidiano social com carga histórica incluída na marcha nupcial e em suas duas músicas presentes nos casamentos de hoje em dia. Uma delas é composta por Felix Mendelssohn e a outra por Richard Wagner, que são alemães do século XIX, isso foi dito na palestra.

Anselmo, quando questionado sobre a importância do produtor audiovisual nas produções da indústria, respondeu: “É crucial sempre haver mais um especialista sobre o assunto, pois assim mais qualidade terá a produção artística. Quanto mais profissionais especializados em diferentes áreas, como: fotógrafos, diretores, estilistas e roteiristas. Com estes peritos Melhor será o processo de elaboração e criação”.

Um espectador da palestra foi Paulo de 20 anos e aluno do primeiro semestre de Rádio e Televisão. “A Semana da Comunicação introduziu um aprendizado bacana, me proporcionando também conhecimentos do jornalismo e rádio , que são diferentes e interessantes”, relatou Paulo.

Oficina de teatro e Workshops no campus Ana Rosa

 

sem-titulo
Discentes da FIAM/FAAM no auditório do campus Ana Rosa, enquanto ocorria a Oficina de Teatro possibilitada pela professora Sílvia Marques. Crédito: Felipe Cortinas

No decorrer do período noturno ocorreu uma Oficina de Teatro para os alunos da comunicação (Rádio e Televisão, Publicidade, Jornalismo, Audiovisual e Relações Públicas). Foram ensinados exercícios básicos de respiração, dicção e entonação. Que são  os conhecimentos elementares para qualquer comunicador se dar bem no mercado de trabalho. Práticas relevantes de teatro como a expressão de ideias livres num palco e dinâmicas de grupo, com orientações da professora, desenvolveram o interpessoal, para fazer o aluno “perder a vergonha”, algo fundamental para os dias recentes.

 

 

sem-titulo
Aluno se expressa diante do público no auditório do campus Ana Rosa da FIAM/FAAM. Crédito Felipe Cortinas

 

Workshop sobre Claire Underwood, a Lady Macbeth Contemporânea

Wright wringing her hands
Robin Wright como Claire Underwood. Fonte: Wikipédia

A oficina proporcionou aos alunos uma explicação maior analisando uma personagem específicamente do House Of Cards, um seriado norte – americano de sucesso por tratar de temas políticos e importantes numa nação. A professora Glória Tenório Negrelos elucidou os alunos a respeito da origem da personagem Claire Underwood inspirada em Lady Macbeth e, o seu papel de cúmplice de Francis Underwood, assim como na peça Macbeth de Shakespeare.

Comparações deste drama político com a política brasileira são inevitáveis. Mas também foi possível fazer comparações com o governo norte – americano devido às eleições que estão para acontecer no mês de Novembro. Muitos ensinos podem serem retirados das comparações, como disse a professora Glória: “Depende do ponto de vista que você assiste”.

 

Advertisements